01/06/2020, 15:25

PGE empossa Procurador em reunião por videoconferência


O Governo do Estado por meio da Procuradoria-Geral do Estado de Sergipe promoveu nesta segunda-feira, 01 de Junho, às 08:30h, a Sessão Solene do Conselho Superior da Advocacia-Geral do Estado, que por causa da pandemia e respeitando o isolamento social, foi realizada por videoconferência, para dar posse ao novo Procurador do Estado.

Foi empossado nesta manhã, Davi Barretto Doria classificado no último concurso da PGE/SE. Davi Doria, que já foi Procurador do Município de Curitiba – Paraná; Advogado da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe; Mestrando em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS); Especialista em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/MG; Especialista em Direito Constitucional; Membro da Comissão de Advocacia Estatal da OAB/SE e autor de livros jurídicos, compõe agora o efetivo de Procuradores do Estado em Sergipe.

A cerimônia virtual, inédita em posses da Procuradoria-Geral, teve abertura feita pelo Procurador-Geral do Estado de Sergipe, Vinícius Oliveira, que destacou a satisfação em estar, a partir de agora, com o quadro de Procuradores completo. “Neste momento simbólico de sua posse, desejo em nome de todos os procuradores, as boas-vindas ao trabalho na Advocacia Pública do Estado. Sinta-se peça chave dessa equipe que desenvolve uma atividade essencial e primordial para o andamento legal da gestão pública”, ressaltou.

O Procurador-Geral, Vinícius Oliveira, destacou ainda que mesmo vivendo um momento difícil quanto a pandemia, Davi Doria seria recebido com muito carinho pela equipe e revelou que ele será temporariamente lotado no Contencioso Cível. “Em tempos de crise o estado sobrevive através dos esforços dos trabalhos desenvolvidos pela PGE e nós mesmo encontrando solavancos no caminho, honramos nossa papel. Contamos muito com você para continuar fazendo da PGE um órgão cada vez mais forte e respeitado”, destacou.

O Subprocurador, Vladimir Macedo, também se pronunciou celebrando a nomeação de mais um profissional para auxiliar nos trabalhos desenvolvidos pela PGE-SE. “Novas ideias, novas práticas, isso significa a chegada de um novo Procurador nesse time. Seja sempre agregador, inove, traga ideias, precisamos de pessoas que agreguem e que não deixem o trabalho cair na rotina”, declarou.

Em seguida foi a vez do Presidente da Associação de Procuradores do Estado de Sergipe (APESE), Marcus Aurélio, desejar boas vindas para Davi Doria. Marcus Aurélio, em um discurso breve e emocionado, relembrou do dia em que veio a Sergipe tomar posse como Procurador. “Há 21 anos eu tomei posse como Procurador, hoje assisto a sua e me emociono por você. Aproveito e reforço que você fará parte de uma equipe composta de bons representantes, excelentes profissionais, que se empenham no intuito de defender o interesse público e tenho certeza que poderemos contar com seu empenho para manter os trabalhos seguindo de forma efetiva”, pontuou.

Para finalizar a reunião virtual o empossado, Davi Doria, fez um breve pronunciamento agradecendo a acolhida dos Procuradores durante a posse. “Hoje é um dia que marca a minha vida. Sinto-me, porém, constrangido em celebrar momentos felizes em tempos de escassez e de caos que o mundo vive. Mas como diz Shakespeare, “A alegria evita mil males”, celebrou.

Davi ainda citou a Constituição para reafirmar seu compromisso com a sociedade sergipana e com as atividades que está prestes a começar a desenvolver. “Estamos aqui para servir aqueles que nos trazem demandas. Que sejamos capazes de olhar estas demandas com olhos de seres humanos e sentir que, por detrás de cada processo, de cada número e de cada protocolo, existe uma vida que precisa de nós. Tenho certeza de que todos aqueles que servem ao público com seriedade têm a convicção dos significados, muitas vezes discutidos pela literatura, dos princípios do art. 37, que ouso eu de chamar de a Constituição do servidor público. O conteúdo dos seus vetores é muito claro para aqueles que exercem o serviço público com paixão. Que nunca deixemos de seguí-los e que nos lembremos deles diariamente”, completou. 

Participaram da videoconferência de posse os Procuradores: Agripino Santos, Alexandre Augusto, Augusto Melo, Carina Barreto, Edson Wander, Fernando Costa, Eugênia Freire, Guilherme Almeida, Kleidson Nascimento, Lícia Machado, Marcelo Aguiar, Marcus Aurélio, Maria Tereza, Mário Marroquim, Rita Matheus e o Corregedor-Geral da PGE, Samuel Alves.

Confira o discurso do empossado na íntegra:

Hoje é um dia que marca a minha vida. Sinto-me, porém, constrangido em celebrar momentos felizes em tempos de escassez e de caos que o mundo vive. Mas como diz Shakespeare, “a alegria evita mil males”. Que as alegrias que hoje são compartilhadas evitem milhares e milhares de males. Não vou ficar no lugar-comum de contar-lhes o quão difícil foi a trajetória do concurso. Todos temos nossos problemas e percalços nesta vida. E eu aprendi que o que eu sinto jamais é superior aquilo que o outro vive. Sejamos sempre empáticos e aprendamos a reconhecer que as dores dos outros também são sentidas e não menos importantes do que as nossas. Hoje se concretiza um sonho que não mais existe. Meu sonho de passar neste concurso, aquele de 2017, que hoje se torna realidade, não existe mais. Hoje ele se transforma em responsabilidade, em dever para com a sociedade sergipana e para com o povo desta tão amada terra. Vivemos em um mundo individualista, mas aquele que se arvora a assumir um múnus público precisa se despir de vaidades e imodéstias. Somos, pois, servidores públicos. Estamos aqui para servir aqueles que nos trazem demandas. Que sejamos capazes de olhar estas demandas com olhos de seres humanos e sentir que, por detrás de cada processo, de cada número e de cada protocolo, existe uma vida que precisa de nós. Tenho certeza de que todos aqueles que servem ao público com seriedade têm a convicção dos significados, muitas vezes discutidos pela literatura, dos princípios do art. 37, que ouso eu de chamar de a Constituição do servidor público. O conteúdo dos seus vetores é muito claro para aqueles que exercem o serviço público com paixão. Que nunca deixemos de seguí-los e que nos lembremos deles diariamente. O serviço público, qualquer que seja o cargo, precisa de comprometimento e amor daqueles que o pratica. Já me encaminhando para o final da minha breve fala. Gostaria de agradecer aos que estiveram e estão ao meu lado. Não sou daqueles que se omitem em agradecer, sob pena de faltar um ou outro. Tenho a certeza de que todos daqueles pelos quais sou grato estão aqui nesta fala e sentem a gratidão por cada gesto, pequeno ou não, que fizeram por mim. Mas, em razão principalmente do tempo, limito-me a agradecer a Deus, ser superior que me permitiu chegar até este momento. À minha família, meu pai Fernando, minha mãe Thelma. Uma vez meu pai escreveu no painel do colégio que o sentimento que o representava era o amor incondicional. Eu nunca entendi o que era incondicional. Hoje sim. Obrigado por tudo. Minha mãe, mulher incansável em todos os momentos, desconhecia a palavra “não” quando eu pedia qualquer coisa. Parte, grande parte, dessa vitória é sua. Obrigado. Aos meus irmãos André e Lucas, sem os quais meus dias seriam sem graça. Obrigado pelo apoio em todos os meus projetos. À minha querida avó Dilma, um exemplo a ser seguido. Obrigado por tudo sempre. À Priscila, parte imprescindível nessa jornada. Mulher que embarcou em todos os meus sonhos e que fez parte deles junto comigo. À amiga e colega Maria Teresa, que acompanhou de perto todos esses momentos de tensão pelos quais passei. Ao amigo Wilton que dividiu aflições e, calmamente, ouviu meus reclamos. Ao amigo Alexandre, que me deu suporte em diversos momentos dessa jornada. Obrigado a todos. Um grande abraço.