09/04/2018, 00:19

Procuradora-Geral prestigia posse do Governador do Estado de Sergipe Belivaldo Chagas


DSC_0436

Aconteceu, na manhã deste sábado, 7, a posse do governador do Estado de Sergipe,  Belivaldo Chagas, na Assembleia Legislativa do Estado. A solenidade contou com a presença da procuradora-geral do Estado, Maria Aparecida Gama. Segurança, diálogo com servidores e manutenção da Fafen nortearam o discurso de posse do Governador.  Após afastamento de Jackson Barreto, Belivaldo assume o executivo estadual com a experiência de quem atuou por quatro vezes como deputado estadual, foi secretário de Estado de Educação e da Casa Civil e vice-governador por dois mandatos. A solenidade de posse reuniu autoridades políticas e representantes dos poderes Judiciário.

Belivaldo agradeceu a confiança do ex-governador Jackson Barreto, que se afasta para disputar vaga no Senado, e, ao afirmar que manterá o debate com as diversas categorias, pontuou o diálogo com os servidores estaduais como característica administrativa das pastas que coordenou.

“Creio ter sido Jackson o governador que enfrentou a maior avalanche de inesperados problemas. Nesse tempo de uma convivência, pude conhecer a sua absoluta fidelidade ao ofício a que se dedicou e continuará se dedicando: o ofício nobre de usar o poder para servir ao povo. Nos governos Marcelo Déda e Jackson Barreto, ocupei a pasta da Educação. Pelo diálogo, consegui pacificar o entendimento de que os confrontos não devem ultrapassar os limites do interesse público. Pudemos nos dedicar ao processo de atualização pedagógica do nosso sistema de ensino e aparelhamos a estrutura física do sistema educacional. Vamos continuar conversando, dialogando. Nos próximos dias, iniciarei o diálogo com todas as camadas representativas da nossa arquitetura social. Com os trabalhadores, os empresários, os intelectuais, os estudantes, os servidores públicos estaduais.  Especialmente, a esses, terei muito que dizer, mais ainda a ouvir e também a lhes explicar com detalhes, com absoluta transparência, quais são os problemas que hoje impedem o estado de pagar em dia os salários. Sou, a partir de agora, o primeiro servidor do povo sergipano e me farei sempre devedor de esclarecimentos e prestador solícito das atenções requeridas”.

O ex-governador Jackson Barreto também participou da solenidade de posse e destacou as principais obras realizadas. Na oportunidade, Jackson reafirmou seu compromisso com a democracia, quando se referiu a sua nova fase na vida política. Sobre a entrega do governo, fez votos a Belivaldo de uma gestão tranquila, seguindo com os esforços de solucionar as questões que desafiam  estado. “Os melhores anos da minha vida passei defendendo a democracia e acho que, quando eu deixo o governo para continuar na vida pública, eu sinto que a democracia está ameaçada. E quando a democracia está ameaçada, se busca os melhores combatentes do povo para tomar posição e fazer o enfrentamento e preservar o estado de direito democrático. Entrego o governo a Belivaldo tranquilo porque, acima de tudo, fizemos um governo com muito trabalho, mas também com muita ética e muito respeito ao dinheiro público”.

A procuradora-geral do Estado, Maria Aparecida Gama, saudou o novo Governador e falou sobre a mudança do gestor. “Hoje é um dia muito importante para o Estado, para nós que compomos a estrutura governamental. O discurso do governador Belivaldo Chagas foi muito bonito, sincero e real. Representa o que ele é e o que pretende fazer; acreditamos nele, na missão que ele tem e que vai implementar todos os projetos que o Estado precisa, de parabéns o Governador Belivaldo e nós, o povo sergipano”.

Histórico

Natural de Simão Dias, Belivaldo Chagas exerceu a função de secretário da Casa Civil. É Defensor Público aposentado, foi deputado estadual por quatro legislaturas, secretário de Estado da Articulação com os Municípios, coordenador Geral do Projeto Nordeste, diretor presidente da Segrase e secretário de Estado de Educação, função na qual se destacou pela reestruturação das escolas estaduais e por sanear financeiramente a Secretaria de Educação (Seed). Exerceu o cargo de vice-governador no primeiro mandato do governador Marcelo Déda e, em 2014, foi eleito vice-governador.

Fotos: Yanah Milet (Ascom/PGE) e Victor Ribeiro (ASN)